Edit Template

Francisco César prepara mudanças no PS/Açores

O candidato a líder do PS/Açores, Francisco César, enviou uma carta aos militantes do partido intitulada ‘Um Novo Futuro’, onde refere que “devemos ter a consciência e retirar os ensinamentos do que nos correu menos bem e do que não fizemos nem identificámos como necessário mudar” durante os 24 anos que os socialistas açorianos foram Governo.
Realçando que, neste período de governação do PS/A, os Açores “progrediram muito” e que, por isso, “devemos estar orgulhosos pelo nosso passado”, Francisco César assume uma candidatura com algumas rupturas, abertura dos órgãos locais e regionais do Partido Socialista a outros militantes e o convite a personalidades independentes, ligadas aos meios empresarias e culturais, para colaborarem na sua Moção de Estratégia.
“Vão aparecer no PS/Açores caras novas, com novas ideias e novos projectos”, desabafou Francisco César.
Na carta aos militantes, o candidato a líder do PS/A considera que a Região “atravessa dificuldades e enfrenta bloqueios que comprometem seriamente o nosso futuro.”
Constata que os cidadãos, “em especial os mais qualificados, distanciam-se da política, do voluntariado e do serviço à comunidade. É nesses momentos difíceis que não nos devemos afastar confortavelmente e que importa agir”, defende.
Francisco César pretende, para isso, “reactivar o “PS/Açores na sua vida interna e na sua projecção externa” e “abrir corajosamente o partido a novas participações e a contributos que melhor o identifiquem com as pessoas e as realidades envolventes.”
Pretende, neste contexto, “definir um perfil de acção e governação que inverta o isolamento progressivo das nossas ilhas, contrariar a estagnação e o retrocesso em indicadores económicos e sociais estruturais, ambicionando, no espaço de uma geração, estar entre as melhores regiões do país.”
Outro dos objectivos de Francisco César é “investir na inovação e nas novas gerações, dar maior prioridade à Educação e à Cultura, atrair os investidores e fixar os empreendedores, devolver ambição e crença nos Açores, e trabalhar escolhendo as prioridades para garantir um novo futuro.”

Edit Template
Notícias Recentes
Mulheres em situação de sem-abrigo em São Miguel estão “em profundo sofrimento psicológico pela situação em que vivem”
Sónia Melo distinguida com o Prémio Cinco Estrelas Regiões na categoria chef privada
“O folclore é sempre o parente mais pobre da cultura”, afirma Filomena Loura, Presidente do Grupo Folclórico da Lomba do Cavaleiro
Tem crescido o número de caravelas-portuguesas avistadas nas zonas balneares do continente e Açores
Comunidade açoriana de Rhode Island apela a David Neeleman para a Breeze Airways fazer voos directos para os Açores
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores