Edit Template

Bensaude Hotels Collection investe 6,6 milhões de euros na modernizaçãodo Parque Terra Nostra

Bensaude Hotels Collection investiu 6,6 milhões de euros em novas infra-estruturas e imagem do Parque Terra Nostra para reforçar o posicionamento do jardim botânico num patamar de referência mundial.
Os novos balneários, bilheteiras, espaço de exposição, loja, acessos e iluminação cénica nocturna foram inaugurados no Sábado, dia 1 de Junho, e acrescentam valor às componentes botânica, turística, arquitectónica e lúdica do Parque, reconhecido mundialmente pelo seu Tanque Termal e pelas inúmeras espécies de plantas que preserva, algumas delas em extinção.
A modernização e conservação são o principal foco da Bensaude Hotels Collection que quer reforçar o papel do Parque Terra Nostra como ponto de referência botânica e ambiental a nível global. As infra-estruturas foram construídas em plena harmonia com o jardim e a paisagem natural dos 12,5 hectares do Parque, que inclui uma das mais notáveis colecções do mundo de camélias, com mais de 800 exemplares diferentes, árvores centenárias, uma colecção de fetos, jardim de vireyas e uma das maiores colecções do mundo de cycadales.
O novo site ( https://www.parqueterranostra.com/ ) reflecte a nova imagem, mais moderna e minimalista, e inclui uma biblioteca botânica com informações detalhadas sobre as diversas espécies de plantas existentes no Parque Terra Nostra, as suas características e habitats naturais.

Novos balneários e espaços
de bilheteiras, exposição e loja

O Parque Terra Nostra passa a dispor de balneários cobertos por uma longa abóbada que abre em arcada para o jardim e convoca o tema paisagístico das grutas românticas-pitorescas. Tem ainda um novo espaço de bilheteiras, exposição e loja, totalmente envidraçado, que privilegia a relação de transparência com a envolvente ajardinada. Para esta área, Pedro Maurício Borges, responsável pelo projecto de arquitectura, optou por uma construção inserida dentro da vegetação, ao invés de uma construção isolada.
O uso de betão a lembrar pedra pomes é inspirado nos vulcões gasosos das Furnas, aproximando a obra dessa geologia. Os alvéolos na pedra permitem ao musgo entranhar-se, mostrando que a arquitectura e a vegetação funcionam como um todo.
O tema do côncavo e do convexo acompanha o desenho de toda a intervenção, inspirado pelo Botania Hall e pela ilha do Tanque, bem como pela Casa do Jardineiro e pela Serpentina.
O projecto de iluminação cénica nocturna está a cargo do arquitecto Luís Ribeiro que optou por um conceito que varia em direcção e intensidade, e que proporciona a alternância de zonas mais escuras com outras mais iluminadas. Ao todo, são mais de 230 pontos de iluminação que permitem uma gestão sustentável e o prolongamento do prazer diurno de passear pelo Parque para o período nocturno. Estes pontos de iluminação equipados com tecnologia LED, são alimentados por cerca de 5900 metros de cabos eléctricos, instalados subterraneamente em cerca de 2300 metros de valas. A sua implantação e construção incluiu medidas especiais de protecção e foi permanentemente acompanhada pelas equipas de jardineiros do parque e de construção e fiscalização, e pelo projectista, minimizando qualquer impacto na estrutura das raízes da valiosa vegetação existente.

Nova Imagem do
Parque Terra Nostra

A nova marca agrega valor às diferentes componentes e produtos que compõem o Parque Terra Nostra, nomeadamente a botânica, a turística, a arquitectónica e a lúdica. O objectivo é modernizar a projecção do Parque Terra Nostra a nível nacional, mas também em mercados como os EUA, Canadá, França, Reino Unido e Suíça.
O rebranding do Parque Terra Nostra foi feito pela Label e marca uma nova fase na projecção internacional desta icónica atracção turística da ilha de São Miguel, na Região Autónoma dos Açores, que se pretende mais próxima e minimalista. A assinatura “Um legado que encanta” dá o mote à modernização da imagem que vem acompanhada de novas infra-estruturas neste jardim botânico.
O símbolo da nova marca representa a oferta e tudo o que floresce no Parque Terra Nostra. A tipografia, de desenho floral e orgânico, complementa a geometria do símbolo, mantendo uma expressão sóbria e relacional, agora evidenciada num discurso na primeira pessoa. A assinatura “Um legado que encanta” reflecte a história do Parque que teve início em 1775, bem como a dos vários proprietários existentes ao longo dos anos. Integra, desde 1936, o portfólio da Bensaude Hotels Collection.
A marca passa a contar com uma nova linha de merchandising de vestuário, acessórios, banho, utilities, papelaria e arte, inspirados na natureza.

Conhecer o Parque
Terra Nostra

Em 1775, Thomas Hickling, um abastado comerciante originário de Boston, Cônsul Honorário dos EUA em São Miguel, mandou construir uma casa de madeira, que ficou com o nome de Yankee Hall, assim como um grande tanque de água que rodeou com árvores. Em 1848, a propriedade foi comprada por Visconde da Praia, que construiu, em 1854, a Casa do Parque, conhecida actualmente por Botania Hall e onde se encontrava a Yankee Hall. Como a viscondessa se interessava por jardinagem, o casal aumentou os dois hectares originais e plantou um belo jardim, com água, alamedas sombrias e tabuleiros de flores.
Em 1936, Vasco Bensaude adquire o Tanque, que rapidamente ganha o nome de Parque Terra Nostra. Homem de interesses variados, como a leitura, a fotografia, as ciências naturais e o mar, é desde cedo apaixonado por plantas. Serve-se do estudo teórico e do peso da prática para conhecer e dominar as condições, adubos e métodos adequados para preparar e preservar as plantas, registando todos os seus cuidados no manuscrito “Notas Hortícolas”. Com o apoio e contribuição do jardineiro escocês, John McEnroy, dá-se início a uma nova época de desenvolvimento e restauração do Parque Terra Nostra.
Ao longo dos anos, o Parque Terra Nostra tem vindo a enriquecer, ainda mais, o seu património botânico. Actualmente, possui grandes colecções e jardins com plantas de importante valor histórico e cultural, destacando-se uma das mais notáveis colecções do mundo de camélias, com mais de 800 exemplares. É considerado um dos 250 melhores jardins do mundo.
O Parque Terra Nostra está localizado em pleno Vale das Furnas, uma das maiores hidrópoles do mundo, e o Tanque Termal é alimentado por uma nascente de água vulcânica a cerca de 42oC. Repleto de água rica em ferro e outros minerais altamente benéficos para a pele, o tanque proporciona uma sensação de relaxamento absoluto.
A rede hídrica termal que abastece o tanque é a mesma que enche os jacuzzis. Rodeados de vegetação luxuriante, são outro ponto de contacto com a natureza no Parque Terra Nostra.

Paisagem arquitectónica
e paisagística

Começou no século XVIII como um lago ornamental repleto de peixes, focado no convívio em torno da água e nos passeios de barco. No século XIX é influenciado pela escola romântica alemã, que desenha os jardins para que provoquem emoções em quem neles passeia, e pela escola inglesa, na fuga à linha recta e no regresso às formas antigas. Juntam-se as influências neo-barrocas dos jardins franceses, presentes na icónica Alameda da Memória e, com o aparecimento do Hotel, em 1935, soma-se a geometria do Art Deco.
A sinergia entre todas estas influências e a riqueza paisagística do Parque Terra Nostra tornam-no único no contexto dos jardins portugueses, europeus e mundiais — uma obra de arte botânica e arquitectónica de significado nacional e internacional.
A combinação de influências é a principal característica dos jardins ecléticos do século XIX. Os Açores e, em particular, a ilha de São Miguel são detentores de uma colecção única no mundo de jardins desse período, e o Parque Terra Nostra é o que melhor conservou o ecletismo típico desta época da história de arte paisagista.

O Parque Terra Nostra
em números

São 12,5 hectares de mata e jardim; oito colecções; 1800 espécies botânicas; 1 tanque termal; e 2 jacuzzis termais.

Edit Template
Notícias Recentes
“Câmara Municipal de Ponta Delgada deixou praticamente de investir na vila das Capelas nos últimos anos”, afirma Manuel Cardoso
“Sou um bocadinho vulcão dos Açores e as minhas equipas reflectem essa personalidade,”assume a treinadora do Sporting, Mariana Cabral
Marcha com mais de 100 marchantes jovens promete hoje muita “brincadeira e diversão” nas Festas do São João da Vila
“Estas ilhas oferecem-nos sensibilidade, alegria, amor e dádiva que nenhum outro lugar do mundo oferece,” afirma António Rego
Maycon Melo veio de Mato Grosso no Brasil para os Açores para fazer do sushi a sua vida
Notícia Anterior
Proxima Notícia
Copyright 2023 Correio dos Açores