“Não posso estar mais de acordo com o governante  açoriano: Os médicos não são bem remunerados  para aquilo que sabem, fazem e os riscos que correm” Ler mais

“Não posso estar mais de acordo com o governante açoriano: Os médicos não são bem remunerados para aquilo que sabem, fazem e os riscos que correm”

E, “de facto, os médicos não devem colocar os interesses financeiros à frente dos seus doentes, mas nunca o fizeram, e é por isso que a classe médica, como toda a gente sabe, nomeadamente aquela que depende do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e dos Serviços Regionais de Saúde, foi aquela que mais perdeu poder de compra nos últimos anos, porque foram, sem dúvida, os ordenados mais desvalorizados...”, afirma Jaime Branco

“O turismo sénior pode constituir a chave para contrariar a sazonalidade do sector nos Açores” Ler mais

“O turismo sénior pode constituir a chave para contrariar a sazonalidade do sector nos Açores”

“Para além da difusão dos resultados do TURIVIVA+, pretendemos promover uma reflexão sobre a relevância do turismo sénior na contemporaneidade e sobre a importância deste segmento de turismo para a sustentabilidade económica, social e ambiental. Pretendemos debater sobre quem são os turistas seniores (também chamados grisalhos ou prateados) que nos visitam, que turistas queremos, etc.” afirma Teresa Medeiros, professora da Universidade dos Açores e investigadora responsável do Projecto TURIVIVA+. O Seminário Internacional sobre Turismo Sénior, Bem-estar e Sustentabilidade decorrerá na próxima Sexta-feira, no anfiteatro VIII da UAc.

“A maioria das entidades dos Açores com sistemas próprios de computação não está devidamente preparada para ataques cibernéticos” Ler mais

“A maioria das entidades dos Açores com sistemas próprios de computação não está devidamente preparada para ataques cibernéticos”

“Neste momento, o maior desafio prende-se com a alteração dos sistemas de autenticação e de comunicação que são usados na maioria dos sistemas informáticos. Estes sistemas de codificação/encriptação, podem tornar-se obsoletos com o advento dos computadores quânticos, pois a sua capacidade de cálculo permite em “pouco” tempo descodificar qualquer password ou mensagem transmitida. Os organismos internacionais de segurança já estão a trabalhar no sentido de recolher contributos para melhorar estes sistemas, mas ainda não se prevê quando possam entrar em funcionamento”, afirma Luís Cabral de Melo, Director-geral da Cybermap.

Theme picker