Lançada adjudicação da requalificação e restaurado da Igreja do Carmo por um milhão de euros

 O Governo Regional dos Açores decidiu contratar a empreitada de requalificação e restauro do Convento e Igreja da Nossa Senhora da Conceição, também conhecida por Igreja do Carmo, mediante concurso público, com o preço base de € 1.000.000,00 (um milhão de euros) e um prazo de execução de oito meses, segundo resolução publicada ontem no Jornal Oficial. Foi delegada na Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas a competência para aprovar as peças do concurso público, designar o respectivo júri, aprovar a minuta do contrato e outorgar o mesmo, em nome e representação da Região Autónoma dos Açores.
A decisão foi tomada por se considerar a necessidade de requalificação e restauro do Convento e Igreja de Nossa Senhora da Conceição, enquanto imóvel classificado pelo Decreto n.º 37 450, de 16 de Junho de 1949, bem como de criação de um percurso expositivo da zona conventual e requalificação do jardim norte.
E também considerado que a empreitada é consequente aos recentes achados arqueológicos no edifício classificado e espaços contíguos, remontando à fundação do convento, no séc. XVII.
Tais achados arqueológicos, segundo a resolução governamental, influenciam fortemente a estrutura arquitectónica e espacial de toda a zona conventual e santuário, tornando-se, assim, “indispensável uma intervenção ao nível da requalificação e restauro deste conjunto edificado, tendo sempre como base primordial a salvaguarda do património classificado, bem como garantir a sua compatibilização com o Palácio da Conceição, parte integrante de todo o conjunto edificado adjacente”. É sublinhado, a propósito, que a Administração Pública deve adoptar medidas e procedimentos que “garantam a celeridade, a economia e a eficiência das suas decisões”.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker