Casal norte-americano de 65 anos desaparecido durante viagem de veleiro aos Açores regressa a casa ileso

 O casal norte-americano que tinha desaparecido quando viajava num veleiro para os Açores, foi encontrado ileso. As autoridades revelaram que a embarcação ‘Kyklades’ foi localizada na passada Sexta-feira, 11 dias após o desaparecimento. O veleiro foi encontrado a 80 milhas (aproximadamente 129 quilómetros) do porto de origem na Virgínia, Estados Unidos da América.
De acordo com a NBC News, Yanni Nikopoulos e Dale Jones, ambos de 65 anos, revelaram que o navio foi atingido por um raio. O casal enviou um sinal de rádio para a Guarda Costeira dizendo que estavam vivos e a caminho do porto de onde partiram.
A filha, cuja identidade não foi revelada, alertou as autoridades para o desaparecimento dos pais depois de ter tentado contactá-los. No início da semana, as autoridades recorreram a meios aéreos para realizar as buscas mas nenhuma evidência tinha sido encontrada.
Foi a CBS News que deu a notícia de que os dois velejadores partiram de Virgínia Beach para os Açores a 8 de Junho, mas cinco dias depois disseram à filha de Jones que tiveram que dar meia-volta e voltar por causa dos danos no barco.
Quando a dupla ligou para a filha de Jones a 13 de Junho, estava a cerca de 460 milhas a leste de Virginia Beach, na Virgínia, disse a Guarda Costeira, citada pela CBS News.
Na Sexta-feira, dia 18 de Junho, a filha de Jones entrou em contacto com a Guarda Costeira, dizendo que estava preocupada com o bem-estar dos dois velejadores. Embora nenhuma data de retorno tenha sido definida, ela esperava que eles estivessem de volta na Segunda-feira, dia 20.
As equipes de busca realizaram dois voos procurando o par desaparecido, disse a Guarda Costeira.
O chefe da Guarda Costeira, Brian Gainey, disse em comunicado que eles precisavam lançar uma “rede ampla e intencional” na busca.
“Estamos rastreando telefones celulares e pings de rádio enquanto trabalhamos com os nossos colegas nas Bermudas para determinar com precisão a área de busca mais inteligente para nossas tripulações aéreas”, disse Gainey. “É muito trabalho de detective, mas está tudo a serviço de encontrar esses dois indivíduos e trazê-los para suas famílias”.
O Centro de Busca e Salvamento da Marinha portuguesa, em Ponta Delgada, foi alertado e tentou localizar a embarcação nas marinas dos Açores e alertou os barcos que passem na eventual zona da sua rota para chamarem os velejadores via rádio ou possam localizá-lo através de radar ou até ver o veleiro ou algum salva-vidas.
A última localização conhecida do veleiro er numa área de jurisdição americana e toda a operação de busca estava a ser coordenada pelo JRCC de Norfolk, nos EUA.
O veleiro nunca chegou a estar na área de controlo do Centro de Busca e Salvamento de Ponta Delgada, ou seja, dentro das 700 milhas a partir da ilha das Flores.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker