Havia 10.133 utentes à espera de cirurgia nos Açores em Maio, menos 0,7% do que em Abril

Em Maio último, aguardavam em LIC [lista de inscritos para cirurgia] nos Açores um total de 10.133 utentes, o que corresponde a uma diminuição de 0,7% (menos 73 utentes), face ao mês anterior, lê-se no boletim informativo mensal de Maio da Unidade Central de Gestão de Inscritos para Cirurgia dos Açores. 
Os dados foram citados pelo Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada na sua habitual news letter, e espelham os números que estão divulgados ela direcção Regional da saúde na sua página online.
A redução ocorre pelo terceiro mês consecutivo, tendo-se verificado uma descida de 2,1% em Março e de 1,6% em Abril. Comparando com os dados do relatório de Maio de 2021, altura em que aguardavam por cirurgia 11.580 utentes, houve um decréscimo de 12,5%, equivalente a 1.447 utentes.
O Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada é o que concentra maior número de utentes em espera (6.873), mas foi o que registou uma redução mais acentuada (1,1% face a Abril e 18% face a maio de 2021)”.
O número de propostas cirúrgicas em lista de espera registou uma descida de 1,3%, no mês de abril, havendo agora 11.390 na região.
Em comparação com o mês de Abril, o HDES (7.737) diminuiu o número de propostas em 1,5% e o HSEIT (2.542) em 1,8%, enquanto o HH (1.111) registou uma subida de 1,2%.
O tempo médio de espera por uma cirurgia nos Açores diminuiu 11 dias em maio, fixando-se em 438 dias (mais de um ano e dois meses).
“O hospital de Ponta Delgada foi o que registou uma descida mais acentuada (14 dias), apresentando agora um tempo médio de espera de 495 dias”.
Cerca metade das cirurgias realizadas na região em Maio cumpriu o tempo máximo de resposta garantido (51,7%), o que representou um aumento face ao mês de Abril (46,5%). O Hospital do Divino Espírito Santo aumentou a percentagem de cirurgias dentro do TMRG em 2,2 pontos percentuais.
Em Maio, entraram mais 159 (16,8%) propostas cirúrgicas nos hospitais açorianos, num total de 1.104. O aumento verificou-se em todos os hospitais, com o HDES a registar 557 propostas entradas (mais 16,5%), o HSEIT 363 (mais 12,7%) e o HH 184 (mais 26,9%).
Foram canceladas, no mês de Maio, 378 cirurgias nos hospitais dos Açores (mais 43,7% do que no mês anterior). No HDES foram canceladas 254 cirurgias (mais 52,1%).

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker