Associação de Municípios preocupada com falta de mão-de-obra nos Açores

A Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infra-Estruturas, Berta Cabral, recebeu ao início da tarde de ontem, a Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores (AMRAA). No final da reunião que decorreu em Ponta Delgada, Berta Cabral realçou o facto de este ter sido o primeiro encontro, enquanto titular do cargo, com os representantes dos municípios. A governante enalteceu a necessidade de “colaboração” entre ambas as partes, tendo em conta que a Secretaria que agora tutela tem uma série de assuntos que “cruzam com as áreas municipais”.
“Desde logo, as próprias obras públicas que mesmo não sendo de natureza municipal, estão situadas nos diferentes municípios e obviamente interessam a quem tem a responsabilidade de gerir de forma articulada todo o município”, referiu.
Sobre outra área, o Turismo, Berta Cabral destacou que “felizmente está a correr bem em toda a Região. Congratulamo-nos com isso”.
Para além disso, a Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infra-Estruturas revelou que o estatuto das vias terrestres será revisto, realçando a necessidade de existir “uma grande colaboração das vias regionais com as vias municipais e até a reclassificação de algumas vias”. De forma a alcançar este objectivo será constituído “um grupo de trabalho comum em que os municípios estão representados através da AMRAA”.
Também José António Soares, Presidente da AMRAA, salientou que esta associação quer aprofundar o relacionamento com a Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infra-Estruturas. O autarca admitiu que, para além da apresentação de cumprimentos, foram colocadas em cima da mesa “algumas preocupações”.
“Foi uma conversa interessante, mas claro que existem depois muitas coisas que queremos ver concretizadas mais à frente. A senhora Secretária tem esse desafio”, afirmou.
José António Soares pronunciou-se também sobre uma das grandes preocupações “transversais à Região”.
“A falta de mão de obra reflete-se na falta de serviços. É um problema ao nível da Região e todos os Presidentes de Câmara bem como o próprio Governo já identificaram e é um problema que temos, em conjunto, de tentar encontrar a solução. Existem várias escolas profissionais na região, várias questões que são importantes e que devemos cada vez mais aprofundar para ter solução. Queremos mais turismo e em toda a Região existem projectos que estão a ser desenvolvidos ao nível da hotelaria, mas para isso precisamos de mais mão de obra”, destacou.
O Presidente da AMRAA acredita que caso não exista “nenhum contratempo” este será um grande ano ao nível de turismo na Região.
A atribuição de verbas provenientes do Orçamento de Estado foi outra das grandes preocupações demonstradas pelo autarca no final desta reunião. José António Soares admitiu que “14 municípios foram penalizados com este corte”.
“Isso é uma grande preocupação em municípios pequenos como os nossos (…) um corte de cerca de 400 mil euros é realmente muito dinheiro e é um retrocesso enorme. Nesta altura do mês de Julho quando é promulgado o Orçamento de Estado pelo PR, cortar 400 mil euros é uma verba muito considerável em municípios como os nossos”, reforçou.      
Para além de José António Soares (Presidente da Câmara Municipal da Madalena) integraram também a comitiva da AMRAA, Alexandre Gaudêncio (Ribeira Grande) e Vânia Ferreira (Praia da Vitória).
                              

 

Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker