De acordo com estatísticas do SREA

Exportações da Região no primeiro semestre deste ano ascenderam aos 150 milhões de euros

De Janeiro a Junho deste ano, as exportações de bens dos Açores para o exterior atingiram 39,2 milhões de euros (um aumento de 23,3% em termos homólogos) e as importações foram de 34,6 milhões de euros (diminuição de 12,2% em termos homólogos). O saldo verificado neste trimestre (4,6 milhões de euros), é superior ao saldo do trimestre homólogo (-7,6 milhões de euros) e ao saldo do trimestre anterior (4,1 milhões de euros).
 Relativamente aos países intracomunitários, os Açores registaram um saldo positivo de 4,9 milhões de euros (26,1 milhões de euros de exportação contra 21,2 milhões de euros de importação).
No que se refere aos países extracomunitários, os Açores registaram um saldo negativo de 285 milhares de euros (13,2 milhões de euros de exportação contra 13,4 milhões de euros de importação).
Quanto aos grupos de produtos transaccionados, os que representam a maior percentagem são os produtos alimentares e bebidas, quer na entrada (64%) quer na saída (49,8%). Na saída, é de destacar igualmente o peso dos produtos da pesca, 24,7%, representando 9,7 milhões de euros. Neste trimestre, o comércio internacional é sobretudo o intracomunitário (61,2% na entrada e 66,4% na saída).
Considerando a saída de carne bovina para o exterior, no 2.º trimestre de 2022, saíram dos Açores 3.911 toneladas de carne, correspondendo este valor a 16.600 animais. Em termos de variação homóloga trimestral, ocorreu um aumento de 13,5% em peso e 14,7% em número de animais.
Neste trimestre saíram 2.201 cabeças de gado vivo da Região, verificando-se um aumento de 9,9% comparativamente com o trimestre homólogo. Contribuíram para este acréscimo a saída de bovinos com 1 ano a 2 anos (31% em termos homólogos) e a saída de bovinos com mais de 2 anos (22,5% em termos homólogos). Verificaram-se variações homólogas negativas na saída de bovinos com menos de 8 meses e na saída de bovinos com 8 meses a 1 ano de idade, designadamente de -26,0% e -14,3% respectivamente.
No segundo trimestre de 2022 a Região vendeu 44 mil toneladas de produtos lácteos (96,4 milhões de euros). Do volume dos produtos comercializados, 86,7% do peso foi vendido para fora dos Açores, no valor de 88,4 milhões de euros (91,7% da facturação total).
A comercialização dos produtos lácteos para o exterior da Região representa, face ao trimestre homólogo, um decréscimo de 37,9% em volume e um decréscimo de 12,% em valor. Neste trimestre, o queijo foi o produto com maior facturação (45,6%) com 43,9 milhões de euros, e o leite o produto com maior volume comercializado (55,5%) com 24,4 mil toneladas.
No segundo trimestre saíram da Região 2.079 toneladas de conservas e preparados de peixe com um valor de 13,3 milhões de euros, representando, relativamente ao mesmo período de 2021, um decréscimo de 7,1% em volume e um decréscimo de 6,3% em valor. Quanto à saída de conservas e preparados de peixe, em valor, verifica-se para este trimestre que 62,2% saiu para o resto do país (8,3 milhões de euros), 23,8% para a União Europeia (3,2 milhões de euros) e 14,0% para Países Terceiros (1,9 milhões de euros).
No segundo trimestre de 2022, saíram dos Açores por via aérea 337 toneladas de peixe fresco, correspondendo este valor a um decréscimo de 22,5% face ao trimestre homólogo.

 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker