Federação Agrícola diz que aumentos do preço do leite nos Açores não cobrem aumentos dos custos de produção

 A Federação Agrícola dos Açores solicitou ontem à Lactogal e a todas as indústrias dos Açores para repercutirem nos produtores dos Açores “o valor adequado a pagar pelo litro do leite entregue nas fábricas.
O anúncio pelo ‘Pingo Doce’, no Continente, de uma subida de 5 cêntimos por litro de leite aos produtores a partir do dia 1 de Novembro, o que resultará num preço de 60 cêntimos por litro. Este é um valor, segundo a Federação Agrícola que “contribuirá mais uma vez, para aumentar o diferencial de preço de leite entre a Região e o Continente, mesmo tendo em consideração todas as subidas já registadas nos últimos meses nos Açores, que nunca conseguiram acompanhar na sua totalidade, as alterações ocorridas a nível nacional”. As subidas já anunciadas pela indústria regional para o mês de Outubro, segundo a Federação Agrícola dos Açores, “não cobrem as necessidades dos produtores, atendendo à contínua subida dos custos das rações, dos fertilizantes, dos combustíveis, da energia, das taxas de juro ou da crise inflacionária que está instalada na região e no país”.
Neste contexto, a Federação Agrícola dos Açores entende que “estão criadas as condições para que a Lactogal e todas as indústrias dos Açores façam a devida reflexão e repercutam nos produtores, o valor adequado a pagar pelo litro de leite entregue nas fábricas”.   
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker