PSP deteve menor de 14 anos com 20 doses de haxixe em escola da Ribeira Grande

 A Divisão da PSP de Ponta Delgada deteve 6 indivíduos, de ambos os sexos, um dos quais um menor de 14 anos com 20 doses de haxixe e 14 euros no interior de um estabelecimento de ensino da Ribeira Grande.
Foi elaborada, posteriormente, a participação dos factos ilícitos, relacionados com o tráfico de estupefacientes, e accionados os trâmites legais junto dos progenitores do menor, por este ter menos de 16 anos.
A PSP deteve, por outro lado, um indivíduo, de 36 anos, no concelho da Lagoa, pelo crime de perigo comum, por posse de arma proibida, da classe A (faca de mato), tendo esta sido imediatamente apreendida, para além de 18 doses individuais de haxixe.
Foram detidos dois indivíduos, de ambos os sexos, de 58 e de 60 anos, no concelho de Ponta Delgada, pelo crime de condução sob a influência de álcool, apresentando uma taxa superior a 1,20 gramas por litro, sendo um interveniente de acidente de viação.
A PSP procedeu à execução de três mandados de detenção e condução, emanados pela Autoridade Judiciária competente, de 3 indivíduos, de ambos os sexos, com idades entre os 32 e os 58 anos, no concelho de Ponta Delgada: um para cumprimento de 69 dias de prisão efectiva, por crimes contra a Autoridade Pública (desobediência); e dois para assegurar a presença em interrogatório judicial.
  A Divisão da PSP de Angra do Heroísmo deteve três homens, um dos quais, de 27 anos, no concelho de Angra, pelo crime de condução sem habilitação legal.
Procedeu à execução de 2 mandados de detenção e condução, emanados pela Autoridade Judiciária competente, de 2 indivíduos, de 33 e de 43 anos, no concelho de Angra, para assegurar a presença em interrogatório judicial.
Realizou duas operações de fiscalização rodoviária, sendo detectadas 29 infracções de natureza contraordenacional.
 Entre os dias 19 e 20 do corrente, ocorreram 18 acidentes de viacção que provocaram dois feridos além de danos materiais.
 O Comando Regional da PSP dos Açores recomenda a todos os cidadãos ou vítimas que, “sempre que tenham conhecimento de situações suspeitas ou relacionadas com a prática de ilícitos, contactem, no mais curto espaço de tempo e por qualquer via, qualquer Esquadra da PSP a fim de accionar a intervenção policial em tempo útil e em prol de um melhor serviço à comunidade.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker