SATA fez primeiro voo de um A320 com combustível de aviação sustentável e quer marca zero emissões em 2050

 O dia 24 de Outubro de 2022 ficará marcado na história da companhia aérea como uma data simbólica, uma vez que realizou a primeira ligação aérea utilizando combustível de aviação sustentável (SAF).
Este marco é tanto mais assinalável quando, há poucos dias, as companhias aéreas do Grupo SATA integraram na Aliança Zero Emissões na Aviação, uma iniciativa da Comunidade Europeia, que visa, precisamente, alcançar a descarbonização do sector, até 2050.
O primeiro voo comercial da Azores Airlines abastecido com SAF fez a ligação aérea Lisboa – Ponta Delgada, com 165 passageiros, num Airbus A320, de nome ‘Unique’, com matrícula CS-TKK. Descolou do Aeroporto Gago Coutinho, em Lisboa, às 19:25 locais, para aterrar no Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel, pelas 21:30, locais.
Estiveram na preparação e acompanhamento deste primeiro voo comercial com combustível sustentável para a aviação (SAF), os parceiros de energia GALP e NESTE, e a Carlyle Aviation Partners que, em conjunto com as equipas técnicas da Azores Airlines, garantiram a viabilidade desta operação.  
Desenvolvido a partir de óleos vegetais usados, resíduos ou outras biomassas, o combustível SAF para a aviação oferece uma performance similar ao jet fuel tradicional e pode ser usado nos mesmos motores que o combustível fóssil, com uma redução significativa da pegada de carbono.
O combustível SAF utilizado nesta ligação incorporou 39% de matéria de origem renovável (HEFA- (Hydroprocessed Esters and Fatty Acids / Estéres e ácidos gordos hidroprocessados) o que representou uma redução de 35% das emissões totais de CO2.
É objectivo do Grupo SATA “empenhar os seus esforços na consolidação da estratégia de sustentabilidade, através da concretização de metas definidas para a indústria”.
“Não sendo esta a única acção em curso nas transportadoras açorianas, “a ambição de alcançar a marca de zero emissões em 2050, consubstancia-se de muitos passos, sendo este um exemplo concreto de uma iniciativa que concorre para a construção de um futuro sustentável do sector aéreo, contribuindo, também, para a salvaguarda da sustentabilidade ambiental do arquipélago dos Açores”, lê-se na nota informativa do Grupo SATA.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker