Câmara da Ribeira Grande assume a resolução dos problemas das descargas das águas residuais na ETAR de Rabo de Peixe

 O Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio, acompanhado por elementos do Executivo camarário, apresentou ontem o projecto de desenvolvimento local que prevê a resolução das descargas de águas residuais ao longo da orla costeira da cidade.
A cerimónia, que decorreu nas instalações da ETAR (estação de tratamento de águas residuais), em Rabo de Peixe, e que contou com a presença de várias entidades, entre as quais o Presidente da Junta de Freguesia daquela vila, Jaime Vieira, e o Presidente da Assembleia de Freguesia, António Pedro Costa, serviu para a autarquia esclarecer o investimento que está a realizar com a construção de um interceptor, cujo propósito será o de ligar as águas residuais da cidade até àquela infra-estrutura.
“Tomámos a opção política de canalizar as águas residuais da cidade até esta ETAR, visto que a mesma está a funcionar com apenas 25% da sua capacidade. Prevê-se que ficará ainda a 50% quando a obra ficar concluída”, disse Gaudêncio, que prosseguiu, referindo que esta foi também a melhor opção técnica e económica, uma vez que se está a rentabilizar um equipamento que ainda tem capacidade para receber mais efluentes.
“Mais do que um compromisso para melhorar o ambiente, este é um desígnio que devemos ter para que as novas gerações possam ter um local melhor para se viver”, disse o edil, destacando ainda que a ETAR cumpre com todos os normativos legais e que as análises, feitas bimensalmente, estão sempre dentro dos parâmetros obrigatórios.
Durante a apresentação do projecto, o Presidente e o Vice-presidente da Câmara Municipal aproveitaram para esclarecer algumas dúvidas que foram surgindo pelos convidados, dando sempre a garantia do compromisso que a autarquia tem para com o projecto “Save Azores Waves”, o qual prevê acções concretas para proteger e melhorar o meio ambiente, assim como a qualidade da água na orla costeira.
No final, os presentes tiveram oportunidade de visitar as instalações da ETAR, onde foi possível constatarem o funcionamento da infra-estrutura.
A obra do interceptor das águas residuais da cidade foi adjudicada em Maio de 2021, pelo valor de 2,3 milhões de euros, e tem um prazo de execução de 480 dias.
Paralelamente à mesma, foi adjudicada uma obra de reforço da água potável de abastecimento à população de Rabo de Peixe, pelo valor de 140 mil euros, que permitirá duplicar a capacidade de armazenagem para aquela vila.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker