Berta Cabral afirma que 2025 é melhor para aplicar uma taxa turística nos Açores

 A Secretária do Turismo, Berta Cabral, concorda em adiar para 2025 a aplicação de uma taxa turística nos Açores e não a partir de 1 de Janeiro de 2023 como está previsto.
Ouvida esta tarde na Comissão Parlamentar da Economia, a Secretária Regional do Turismo continua a questionar a utilidade desta medida, embora a decisão seja da Assembleia Legislativa Regional
A Assembleia Regional criou em Abril uma taxa turística regional para entrada em vigor a 1 de Janeiro do próximo ano. Mas a medida foi contestada pelos operadores turísticos e surgiram propostas no Parlamento para adiar ou mesmo revogar a medida. 
Ouvida ontem na Comissão de Economia, a Secretária Regional do Turismo, citada pela Antena 1 Açores, afirmou:  “Se me disser que em 2025 é melhor do que agora, obviamente, em 2025 é sempre melhor, temos muito mais tempo para a consolidar, temos muito mais tempo para trabalhar o destino turístico, temos muito mais tempo para ponderar a oportunidade da própria taxa”. 
Se em 2025 se verificar que as condições são as mesmas, são melhores, ou piores, nós voltaremos a ponderar”, conclui a governante.
 A governante realçou, entretanto, que a Assembleia Legislativa Regional “é soberana” em decidir se vai manter ou adiar a taxa turística.
O Parlamento já analisou uma petição assinada por vários operadores turísticos da Região que se manifestavam contra a aplicação de uma taxa turística. A iniciativa foi aprovada no Parlamento por proposta do PAN varia entre um euro por dormida  para quem chega à Região de avião e de 2 euros para turistas que viajam em navios de cruzeiro. 
Entretanto, os Açores foram eleitos por profissionais internacionais como destino com maior potencial turístico. Os Açores estão no topo dos dez destinos turísticos mais sobrevalorizados e com maior potencial de crescimento segundo um estudo publicado ontem durante uma feira internacional em Londres. 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker