PSP deteve presumível larápio de contadores de água durante uma operação que acabou numa busca domiciliária na Lagoa

O Comando Regional da Polícia de Segurança Pública dos Açores, através polícias da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Lagoa, da Divisão Policial de Ponta Delgada, procedeu à identificação de um homem, de 36 anos, pela presumível autoria de diversos furtos, no concelho da Lagoa.
 Atendendo ao aumento exponencial de crimes de furto de contadores de água perpetrados recentemente na freguesia do Cabouco, e aos constrangimentos provocados aos seus usufrutuários, os investigadores efectuaram um conjunto de diligências de carácter prioritário e urgente, que permitiram a recolha de provas que indiciam fortemente o referido indivíduo como sendo o principal responsável pela prática da factualidade em investigação.
 No decurso das referidas diligências efectuadas pela PSP, estas culminaram na realização de uma busca domiciliária que permitiu apreender vários utensílios relacionados com a prática do crime em investigação, incluindo contadores de água.
 O suspeito foi constituído arguido e sujeito a termo de identidade e residência, sendo a presente situação comunicada à autoridade judiciária competente.
Foi ainda possível apurar que os objectos de natureza ilícita se destinavam a serem vendidos pelo arguido, no sentido de obter os proventos necessários para aquisição de produto estupefaciente para seu consumo.
 Por fim, o Comando Regional da Polícia de Segurança Pública dos Açores salienta que “continuará a promover amiúde operações policiais desta natureza, por forma a prevenir a prática deste e de outros tipos de ilícitos criminais e contraordenacionais e a repor e manter a ordem, tranquilidade e segurança pública, elevando, assim, o sentimento de segurança de toda a sua população”.
Viajar sem pressa

O Comando Regional da Polícia de Segurança Pública promove nas Divisões Policiais, no período de 14 a 21 de Novembro, a Operação ‘Viajar sem Pressa’, através da realização de operações rodoviária, em toda a sua área de responsabilidade, direccionadas para o controlo de velocidade, incidindo nos locais onde se verifica uma maior ocorrência de sinistralidade. Além do controlo de velocidade, a fiscalização rodoviária da PSP irá focar-se, de forma permanente e intensiva, nos comportamentos de risco, principalmente sobre condutas que têm elevada prevalência e maior impacto na sinistralidade rodoviária, nomeadamente nas infracções graves e muito graves, e assim reforçar o papel da PSP na esfera das Políticas de Segurança Rodoviárias Nacionais e Europeias, nomeadamente das condutas relativo ao consumo de álcool, uso indevido de telemóvel (factor de distracção) e cintos e sistemas de retenção.  
Paralelamente às acções de fiscalização serão realizadas campanhas de sensibilização em parceria com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária na Região.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker