Câmara cria Grupo de Acção Local e avança com plano de economia circular ao nível do urbanismo e construção em Ponta Delgada

 A Câmara Municipal de Ponta Delgada reuniu, esta Terça-feira, com os parceiros que compõem o Grupo de Planeamento e Acção Local (GPAL) para, no âmbito dos objectivos da Rede Circular para a Construção SustentáveL (R2CS) a que formalmente pertence, avançar com um plano de acção que favoreça a economia circular e a implementação de políticas de baixo carbono no município, ao nível das áreas do urbanismo e da construção.
“Hoje, instalámos o Grupo de Planeamento e Acção Local e, nesta primeira reunião de trabalho, foram identificados problemas, elencados desafios e avançadas propostas pelos membros e entidades que o constituem, que servirão a elaboração do Plano Local de Acção Integrado e, portanto, a estratégia da Câmara de Ponta Delgada nos campos da contratação pública, urbanismo, construção e descarbonização”,  afirmou o vereador Marco Resendes, à saída do encontro que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, considerando ter sido dado um importante passo “na estratégia de afirmação de Ponta Delgada como uma cidade sustentável e circular”.
Do Grupo de Planeamento e de Acção Local fazem parte responsáveis de entidades como a Direcção Regional de Obras Públicas, a Associação de Municípios da Ilha de São Miguel, a Ordem dos Engenheiros, a Ordem dos Engenheiros Técnicos,  a Ordem dos Arquitectos, a Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores – AICOPA, a MUSAMI – Operações Municipais do Ambiente EIM SA, a Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada, a Associação Empresarial das Ilhas de São Miguel e Santa Maria, a Associação Amigos dos Açores e empresas privadas com créditos firmados no sector da construção civil.    
“O que fizemos aqui, já numa lógica concertada, foi pensar e avançar com uma acção concreta em defesa de uma cidade ecológica, que não se quer ficar pelo jargão da sustentabilidade. Ao abrigo dos objectivos maiores da Rede Circular para a Construção Sustentável e, por via de um processo que, até ao seu final, se pretende colaborativo e participativo com todas estas entidades, estaremos a desenvolver critérios e políticas de sustentabilidade e circularidade nas áreas do urbanismo e construção de Ponta Delgada”, asseverou o vereador, que, do elenco camarário, tem sob sua responsabilidade os pelouros do Planeamento Urbanístico e da Gestão e Ordenamento do Território.   
A Rede Circular para a Construção Sustentável (R2CS) integra a Iniciativa Nacional Cidades Circulares (InC2), programa do Ministério do Ambiente e da Ação Climática que é gerido pela Direção-Geral do Território, visando apoiar e capacitar os municípios e as suas comunidades na transição para a economia circular.  
 Ponta Delgada é a única autarquia açoriana a integrar a Rede Circular para a Construção Sustentável, que é liderada pela Empresa Municipal Gaiurb Urbanismo e Habitação, tendo também como parceiros os municípios de Mangualde, Mértola, Oliveira de Frades, Ponta Delgada, Ponte de Sor, Ribeira Brava e Valongo.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker