Administração e trabalhadores da EDA regressam ao diálogo a pedido do Presidente do Governo dos Açores

 José Manuel Bolieiro exortou ontem a Administração da Empresa de Electricidade dos Açores a dialogar com os trabalhadores, que realizaram uma reunião geral e uma manifestação entre as instalações centrais da empresa de capitais públicos e privados e a porta do Palácio de Sant’ana, sede da presidência do Governo.
“Exorto e tenho confiança no Conselho de Administração da empresa para o diálogo e concertação”, afirmou, então, José Manuel Bolieiro alegando que “normalmente, recomenda-se que haja cedências de parte a parte, mas depois que se entendam no essencial”.
O Presidente do Governo conversou com o Presidente da EDA, Nuno Pimentel, criando condições para que trabalhadores e Administração regressem ao diálogo.
“Estou sempre solidário com o diálogo e a concertação democrática e social, de que sou um exemplo”, afirmou.
A EDA é detida em 50,1% pela Região; em 39,7% pela ESA - Energia e Serviços dos Açores (Grupo Bensaude); em 10% pela EDP, estando o restante capital social distribuído por pequenos accionistas.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker