Comemorações do nascimento de Madre Teresa da Anunciada

 No dia 25 de Novembro de 1658 nascia e era baptizada na Ribeira Seca da Ribeira Grande, aquela que pelo seu amor e devoção a Cristo, viria a ser a grande difusora do culto à Veneranda Imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres, Madre Teresa da Anunciada, considerada o instrumento privilegiado que o Senhor escolheu para manifestar-nos o seu amor.
De acordo com o anúncio feito pelo reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, aquando do encerramento das festividades deste ano, terão início neste 25 de Novembro, as comemorações dos 365 anos do nascimento da freira do Santo Cristo, nascida na Ribeira Seca da Ribeira Grande, estando a ser preparados diversos eventos comemorativos, que poderão constituir um importante impulso para o tão almejado processo de beatificação de Madre Teresa da Anunciada.
Conforme anunciado pelo cónego Adriano Borges, de entre os momentos celebrativos mais importantes, o Santuário está a promover a edição de um novo livro sobre a vida de Teresa da Anunciada, bem como a colocação de uma nova estátua no adro do Convento, sendo depois a actual retirada e colocada no jardim onde aquela clarissa procurava ter momentos de intimidade espiritual, louvando a Deus pelas maravilhas da criação e onde ainda hoje se cultiva com todo o carinho a roseira por ela plantada.
Por outro lado, foi dado público conhecimento que está a ser preparado um vídeo, com a interpretação de talentosos actores açorianos, que representarão o papel de Madre Teresa da Anunciada na propagação do culto ao Senhor Santo Cristo dos Milagres, que chegou até nós e à diáspora açoriana com assinalável pujança.
Como se sabe, na sua terra natal, foi colocado, no passado dia 20 de Agosto, um mural monumental nas paredes exteriores da igreja de S. Pedro da Ribeira Seca, onde se retrata Madre Teresa da Anunciada venerando a Imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres, oferta do graciosense padre Norberto da Cunha Pacheco, que foi pároco naquela freguesia, durante largos anos.
Teresa de Jesus, assim se chamava, desde criança evidenciou uma grande tendência religiosa. Era notável a sua caridade com os mais necessitados, que lhe batiam à porta e de quem tratava com o maior desvelo e o desejo secreto de falar com Deus. Com a entrada no Convento da Esperança, onde começa a sua grande caminhada demonstrou, desde cedo, uma imensa devoção por Cristo, honrando a imagem do Senhor representada no passo do Ecce Homo.
No convento continuou com a sua missão de ajuda aos pobres, atendendo todos os que a ela recorriam em hora de aflição ao ponto de ter pedido ao rei que terminasse com uma contribuição que estava empobrecendo muita gente, conseguindo, surpreendentemente, o seu objetivo. A sua humildade, de que foi exemplo vivo, é a sua maior virtude.
Nas comemorações do tricentenário do seu nascimento, em 1958, a Câmara Municipal da Ribeira Grande, à altura liderado por António Augusto Mota Moniz, deslocou-se ao Convento da Esperança para depor na urna que guarda as suas cinzas, uma palma com flores, de onde pendiam fitas com as armas do município e inscrições que se referiam ao nascimento e tricentenário da devotada freira e ainda uma quadra de Ezequiel Moreira da Silva: “São flores da tua terra/ Um jardim de formosura/A dizer do  mar à serra/Que tu foste a flor mais pura”.
Em Maio de 2013 foi colocada uma relíquia da Madre Teresa da Anunciada no baptistério da igreja de São Pedro da Ribeira Seca, onde ela fora baptizada, tendo sido descerrada em 2016 uma placa em bronze com o registo do Senhor Santo Cristo dos Milagres.
Teresa sempre valorizou os dons divinos através de oração, meditação, caridade e penitência. As suas virtudes e orações irradiavam do convento e levavam a todos o conforto e o auxílio espiritual. Trilhava já o caminho dos santos. Morreu com fama de santidade. Uma Santa que o povo açoriano espera e deseja ver oficialmente beatificada.Volvidos todos estes anos, celebramos, anualmente, as festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, com grande devoção, quando a multidão manifesta de forma sentida a sua inabalável fé no Ecce Homo. Mesmo os que estão distantes da ilha voltaram o seu coração para o Santuário do Santo Cristo e os olhos dirigem-se à Veneranda Imagem, que mostra o Cristo na sua paixão e entrega total de amor, celebrando-se, assim, com muita alegria cada momento das grandiosas festividades, tudo isto graças ao denodo de Madre Teresa da Anunciada em promover este precioso culto.

 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker