Comissão Administrativa da Cruz Vermelha em São Miguel pediu a demissão

 A Comissão Administrativa da Cruz Vermelha Portuguesa em São Miguel, dirigida por Rosa Lafayette, José Luís Saraiva e Carolina Costa, pediu ontem a demissão em bloco.
Esta equipa, que tomou posse em Outubro do ano passado, estava a desenvolver, dentro das suas capacidades e acessos à informação, e um trabalho de conhecimento e sistematização de informação sobre o passado da Cruz Vermelha Portuguesa na Delegação de São Miguel.
“Estávamos nesta fase a tomar de modo seguro iniciativas de angariação de novos membros e de recolha de apoios financeiros e materiais, junto de empresas e particulares”, lê-se no e-mail enviado à redacção do Correio dos Açores.
A Comissão Administrativa tomou agora conhecimento da “próxima entrada em funções de um antigo elemento da Cruz Vermelha Portuguesa, na sequência de um processo judicial pelo mesmo movido à CVP e que culminou em decisão de reintegração nas suas funções de Delegado Especial da Cruz Vermelha Portuguesa na Região Autónoma dos Açores”.
 “As informações recolhidas sobre o passado, que teve repercussão nos órgãos de comunicação social nacionais e regionais levaram-nos a considerar, ponderadamente a decisão de solicitar à Excelentíssima Senhora Presidente da Cruz Vermelha Portuguesa a nossa exoneração com efeitos imediatos do cargo da Comissão Administrativa da Delegação Local de São Miguel.”
 “Trata-se de um passo ponderado e dado com muita pena e pesar contrariando a nossa vontade imensa de reerguer e dignificar o papel  da Cruz Vermelha nesta ilha”, lê-se no e-mail enviado à redacção do Correio dos Açores.

 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker