Grupo Ilha Verde disponibiliza carregador gratuito para viaturas eléctricas junto aos bombeiros de Ponta Delgada

É o primeiro posto de abastecimento público, e gratuito, para viaturas eléctricas que surge em São Miguel. Na rua de São Gonçalo, em frente à Auto LG e da responsabilidade do Grupo Ilha Verde, o novo posto de abastecimento que foi ontem inaugurado permite a solução de cargas rápidas e cargas normais, estando disponível 24 horas por dia. Na inauguração, Antero Rego, responsável do Grupo Ilha Verde pelas viaturas novas, explicou que o posto de carregamento é também “um factor de confiança que lançamos no mercado” para todos os utilizadores e futuros utilizadores de veículos eléctricos. Fruto do compromisso assumido pelo Grupo aquando da subscrição da Cartilha de Sustentabilidade dos Açores, em Dezembro do ano passado, este novo posto de carregamento contou com a resposta imediata da Câmara Municipal de Ponta Delgada com a cedência de um espaço público para o carregamento. Antero Rego explicou que o Grupo Ilha Verde é actualmente o único centro de reparação de viaturas eléctricas nos Açores e que a grande evolução tecnológica a que se está a assistir actualmente “está a exigir a toda a nossa equipa uma adaptação” e os mecânicos do Grupo passam agora a ser técnicos de electrónica. “Este é mais um passo em prol da qualidade de vida dos Açores e estamos disponíveis para continuar a trabalhar e a promover futuro mais sustentável”, afirmou Antero Rego. Postos da Câmara também gratuitos Quem também já deu passos na mobilidade eléctrica foi a Câmara Municipal de Ponta Delgada que já tem ao serviço várias viaturas eléctricas e consequentemente carregadores privados. No entanto, o Presidente da Câmara de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, anunciou ontem que a autarquia vai passar a disponibilizar também estes dois postos de abastecimento eléctricos de forma gratuita aos cidadãos, assim que arrancar a edição deste ano das “Noites de Verão”. José Manuel Bolieiro referiu que os dois postos de abastecimento junto aos Paços do Concelho vão estar ao dispor de qualquer pessoa com viatura eléctrica, o que considera ser “um bom motivo para adquirir viaturas eléctricas e apostar na mobilidade eléctrica”, ao mesmo tempo que potencia também uma visita ao centro histórico de Ponta Delgada. Estes dois carregadores de tempo médio, mas universais, estarão disponíveis num período de vazio entre as 20h30 e as 6 horas, providenciando também lugares de estacionamento. Desta forma, e como a Câmara Municipal de Ponta Delgada também assinou a Cartilha da Sustentabilidade em Dezembro do ano passado, José Manuel Bolieiro salienta que a autarquia irá adquirir mais viaturas eléctricas e também “apresentámos uma candidatura para mais dois postos de carregamento de tempo médio” que ficarão colocados em pontos estratégicos da cidade de Ponta Delgada. No entanto, José Manuel Bolieiro lembrou que estes novos postos de abastecimento terão de complementar a estratégia que a Região está a implementar para instalar 26 postos de carregamento rápido em todos os concelhos das 9 ilhas dos Açores. Disponíveis no final do ano Esta estratégia regional está actualmente na fase do concurso público que consiste em duas fases. De acordo com Marta Guerreiro, Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, até ao mês de Julho deverão ser recebidas as propostas “e a partir daí vamos dar seguimento ao concurso público”. Ou seja, nesta primeira fase as propostas vão indicar os locais onde se pretendem instalar os postos de abastecimento eléctrico, consoantes as necessidades dos vários concelhos. Depois, “vai-se fazer a contratação da tecnologia” para que “até ao final deste ano ou início do próximo” comecem a ser implementados estes novos 26 postos de carregamento rápido em toda a Região. Marta Guerreiro destacou contudo que o concurso público não está atrasado e que só após a segunda fase do concurso público é que se saberá o investimento da Região para a implementação desta estratégia de mobilidade eléctrica do Arquipélago. O futuro é o auto-consumo Já o Presidente da EDA, Duarte Ponte, refere que o futuro passa também pelos carros eléctricos virem a colocar energia que lhes resta na rede, para auto-consumo. No fundo a energia excedente do carro eléctrico, carregado no período de vazio da rede, poderá ajudar a baixar custos durante o período de maior consumo, que é à noite. Duarte Ponte explicou que “isso começa a ser feito em determinados países e a ERSE [Entidade Reguladora para o Sector Eléctrico] terá de se adaptar a este novo regime se for para a frente. Que torna possível não só carregar o carro nos período de vazio, mas colocar a energia excedentária na rede”. Quanto a tarifários especiais para quem adquira aposte na mobilidade eléctrica, Duarte Ponte afirma que em termos de carregadores públicos a EDA segue “as boas práticas do País” e aplica um tarifário igual ao do continente. Quanto aos privados, recorda que já há incentivos para a aquisição de veículos eléctricos, no entanto “penso que acontecerá uma baixa significativa no preço dos carros eléctricos” e esse sim será o principal incentivo para os consumidores que já se preocupam cada vez mais com o ambiente e com os gastos inerentes aos combustíveis fósseis.
Print
Autor: Carla Dias

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker