Serrão Santos em encontro com Michel Barnier, o negociador do Brexit

Em discussão estiveram os possíveis constrangimentos do Brexit para as Regiões Ultraperiféricas. De entre os temas abordados destacam-se a protecção das denominações de origem dos produtos agrícolas nos futuros acordos comerciais UE- Reino Unido, os apoios aos transporte para o mercado intra-comunitário, que a partir da saída do Reino Unido podem não abranger aquele Estado, e o funcionamento do Céu Único Europeu. No encontro, Ricardo Serrão Santos, referiu ainda ser fundamental preservar os laços históricos de cooperação entre os Açores e o Reino Unido na área científica. Michel Barnier, negociador do lado da União Europeia para o Brexit, mostrou total acolhimento quanto às questões da cooperação científica e informou os deputados europeus que as áreas que estão agora sob discussão com o Reino Unido são precisamente as relacionadas com a fronteira comercial entre o Reino Unido e o mercado comum da União Europeia. São as áreas em relação às quais o Reino Unido deixa de ser parte, como é o caso do Céu Único e de questões relacionadas com segurança e defesa, que estão a ser agora definidas em acordos bi-laterais. Barnier comprometeu-se a manter-se atento às especificidades das regiões ultraperiféricas durante as negociações dos acordos que estão agora em cima da mesa. No encontro Serrão Santos reafirmou que “a política de coesão não devia ter sido colocada em causa em virtude da saída do Reino Unido”. “Fazê-lo”, disse, “é deixar amputar o projecto europeu de um dos seus pilares fundamentais, a solidariedade e também de um dos seus objectivos centrais, a convergência económica e social”.
Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker