Velejadores brasileiros com cocaína para os Açores serão julgados em Março

O julgamento dos velejadores baianos presos em Cabo Verde por transportar mais de uma tonelada de cocaína vai acontecer no dia 12 de Março, na Ilha de Mindelo, no país africano, de acordo com Alex Coelho, tio de um dos baianos. Daniel Guerra, 36 anos, e Rodrigo Dantas, 25 anos, foram detidos em Agosto de 2017 por tráfico internacional de drogas. As famílias dos jovens chegaram a realizar uma manifestação na capital baiana para buscar o apoio da população e chamar atenção dos órgãos federais e da justiça brasileira. O caso Em Agosto de 2017, os baianos Daniel Guerra e Rodrigo Dantas teriam sido contratados para transportar um veleiro de 72 pés, de bandeira inglesa, que saiu de Salvador para Açores, em Portugal. Pouco tempo depois, o gaúcho Daniel Dantas, 43 anos, foi chamado para integrar a tripulação. Na Ilha de Mindelo, em África, a embarcação foi inspeccionada após uma denúncia. Foi quando mais de uma tonelada de cocaína foi encontrada escondida em um piso de concreto na embarcação. Desde então, os três homens e o capitão da embarcação, o francês Olivier Thoma, estão presos em Cabo Verde. Uma situação difícil Familiares dos jovens brasileiros, que já se deslocaram ao Mindelo, têm defendido a inocência dos tripulantes por desconhecerem que o iate transportavam cocaína. Segundo o testemunho das famílias, os jovens foram contratados para, como é usual, levarem o iate do Brasil para os Açores, recebendo uma remuneração por este trabalho. Quando aceitaram o trabalho, nem imaginavam que havia cocaína dentro da embarcação.
Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker