“Tem crescido na humanidade a incerteza e a insegurança, levando a alguns retrocessos, sobretudo no apoio aos mais vulneráveis...” Ler mais

“Tem crescido na humanidade a incerteza e a insegurança, levando a alguns retrocessos, sobretudo no apoio aos mais vulneráveis...”

Maria Teresa Flor de Lima é médica anestesiologista com a Competência de Medicina da Dor e especialista em Cuidados Paliativos no Hospital Divino Espírito Santo de Ponta Delgada. Em sua opinião, “e preciso muita atenção e inovação na comunicação que se vai construindo com os mais novos” e os idosos “são verdadeiras enciclopédias e uma forma de ensino insubstituível para os mais novos”. Descreve o “isolamento que se via no seu tempo e “felicita” as viagens a 60 euros entre as ilhas dos Açores. Releva que hoje são os filhos e netos que chamam a atenção para uma boa alimentação e refere-se à neta de 4 anos quando pede alface ensina a avó que “faz bem à saúde”. Diz que a internet “tanto aproxima como afasta” e sublinha que “nos últimos tempos, tem crescido na humanidade a incerteza e a insegurança, levando a alguns retrocessos, sobretudo no apoio aos mais vulneráveis e desfavorecidos”.

 

Padre-missionário José Tavares esteve em vários lugares, mas ainda hoje sente saudades do povo de Moçambique Ler mais

Padre-missionário José Tavares esteve em vários lugares, mas ainda hoje sente saudades do povo de Moçambique

“Na minha vida há duas coisas às quais dediquei tempo, energia e que para mim foram motivos de alegria: o trabalho, essencialmente em Moçambique, em tempos muito difíceis, de guerra civil, e o México, sem dúvida, gostei muito, mas por pouco tempo. E o trabalho nas prisões”, diz-nos o padre-missionário José Tavares, natural de Rabo de Peixe, e que se prepara para lançar em Setembro o seu livro de memórias.

Social-democratas dos Açores e Madeira dizem que “decisão centralista do TC” sobre Lei do Mar  “confirma necessidade de revisão constitucional” Ler mais

Social-democratas dos Açores e Madeira dizem que “decisão centralista do TC” sobre Lei do Mar “confirma necessidade de revisão constitucional”

Para uma revisão constitucional é preciso uma maioria qualificada e ao que se sabe neste momento  segundo especialistas do Direito e da Sociedade Civil,  do lado do Governo nacional, que tem suporte maioritário na Assembleia da República, não há predisposição para uma revisão constitucional quando o país tem grandes decisões a tomar nos próximos tempos...

“O Turismo tem perspectivas de um excelente ano, mas há falta de pessoal qualificado no mercado para ocupar áreas-chave”, diz Paulo Jorge Botelho Ler mais

“O Turismo tem perspectivas de um excelente ano, mas há falta de pessoal qualificado no mercado para ocupar áreas-chave”, diz Paulo Jorge Botelho

O São Miguel Park Hotel assinalou ontem o seu 21º aniversário. Foi dia de festa para quem lá trabalha mas também para os hóspedes. Houve corte de bolo e animação com a actuação ao vivo do músico Emanuel Amaral. Paulo Jorge Botelho, Director do hotel, garante que este ano de 2022, apesar da unidade hoteleira ter estado fechada dois anos por causa da pandemia, só reabrindo em Março, após obras,  a taxa de ocupação que regista tem sido uma surpresa, em que já houve dias a 100%. O preço médio de quarto também está a ser muito bom, destaca Paulo Jorge Botelho.

Açoriano passa rigorosa prova de admissão e entra no naipe dos primeiros violinistas  da Orquestra Sinfónica de Antuérpia Ler mais

Açoriano passa rigorosa prova de admissão e entra no naipe dos primeiros violinistas da Orquestra Sinfónica de Antuérpia

Filipe Raposo, natural de Ponta Delgada, hoje músico profissional, podia ter tido outro percurso académico porque no liceu era bom aluno, mas garante-nos: “Mas sempre fui melhor aluno no conservatório do que no liceu, tanto no violino como nas restantes disciplinas. Sempre tive outro prazer na música e tinha realmente melhores resultados”. Terminado o 12º ano e feito o 8º grau no Conservatório Regional de Ponta Delgada, estava na altura de escolher o caminho a seguir e Filipe Raposo não teve dúvidas, o ensino superior seria feito na área da música, restava apenas escolher qual a escola a seguir, “porque o queria era ser violinista profissional. Os meus pais sempre me apoiaram, mas sempre ficaram na dúvida se seria uma coisa do momento ou o meu desejo, mas assim foi e continua a ser”.

Theme picker